guilherme
programação
museu
educativo
tradução literária
cinema
publicações
bancos de dados
serviços

Curso



OBRAS ABERTAS: HISTÓRIA SINCRÔNICA DA LITERATURA – CASAS-MUSEUS: HABITAÇÕES DA LITERATURA

28 de Julho de 2020 | 19h às 20h
Por André do Amaral
Aula 6

Terças-feiras, 23 e 30 de junho e 7, 14, 21 e 28 de julho, das 19h às 20h

Nos testemunhos literários sobre as casas-museus, as histórias ficcionais e pessoais dos autores se fundem à História e suas ruínas, à cultura e às subjetividades. Para aqueles que escrevem, retornar à morada alheia significa o estabelecimento de afinidades eletivas, de linhas-de-força que podem se romper pela reelaboração crítica da tradição; para os que leem, essa visada em retrospecto tem o poder de se transmutar em visita guiada aos momentos/movimentos/monumentos sincrônicos da Literatura e do que nela vive ainda. Eis o itinerário: Ana Hatherly desenha a arquitetura de Goethe, Beethoven e Chopin; César Aira entra na casa de Lezama Lima em Havana; Serguei Dovlátov oferece um passeio pelas Colinas de Pushkin em Pskov; Julien Gracq descreve o ateliê de André Breton em Paris; Virginia Woolf apresenta as casas de Carlyle e Keats em Londres; Roberto Bolaño procura pela residência de Henri Lefebvre na Bélgica e imagina o apartamento de Enrique Lihn num país que poderia ser o Chile ou o inferno.

Programa

Ana Hatherly – Itinerários

César Aira – Em Havana

Sergei Dovlátov – Parque cultural

Julien Gracq – “Chez André Breton” (in: En lisant en ecrivant)

Virginia Woolf – “Casas de grandes homens” (in: Cenas Londrinas)

Roberto Bolaño – “Vagabundo na França e Bélgica” e “Encontro com Enrique Lihn” (in: Putas Assassinas)


Para realizar sua inscrição, clique aqui


As aulas serão transmitidas online, através da plataforma Google Hangouts Meet.


Grátis

 


André do Amaral 
é doutor em Letras pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP) e mestre em Literatura pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Há cinco anos dedica-se ao estudo da Poesia Experimental Portuguesa, mais especificamente à obra poética de Ana Hatherly.  É também poeta, com dois livros publicados: Fio no Pescoço (2009) e Panapaná: desenho pedagógico (2019).

voltar
HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DO MUSEU
Agendamento de visita (grupos): 55 11 3672-1391 | 3868-4128
Visitação: de terça-feira a domingo, das 10h às 18h.
Atividades culturais e educativas: de terça a sexta-feira, das 19h às 21h, e aos finais de semana, das 10h às 19h
(consultar programação).

CASA GUILHERME DE ALMEIDA
CENTRO DE ESTUDOS DE TRADUÇÃO LITERÁRIA

55 11 3673-1883 | 3803-8525 | contato@casaguilhermedealmeida.org.br
Museu: R. Macapá, 187 - Perdizes | CEP 01251-080 | São Paulo
Anexo: R. Cardoso de Almeida, 1943 | CEP 01251-001 | São Paulo

OUVIDORIA