guilherme
programação
museu
educativo
tradução literária
cinema
publicações
bancos de dados
serviços

Mostra de Cinema



3ª MOSTRA FUTURO DO CINEMA BRASILEIRO

09 de Dezembro de 2017 | 15h

(Núcleo Cinematographos)

Curadoria: Donny Correia

A terceira edição da mostra organizada pela Casa Guilherme de Almeida recebeu mais de 60 filmes de diversas as partes do país que revelaram uma grande variedade de estilos e estéticas. No conjunto, predominaram dois aspectos muito reveladores para o futuro do cinema nacional: a grande quantidade de excelentes documentários e a presença maciça de mulheres na direção.

Para a Mostra, selecionamos 10 curtas-metragens que dão exemplo dessa diversidade e da qualidade fomentadas por produtoras independentes e por cursos de cinema espalhados pelo Brasil. São eles:


OS ATRASOS DA SOL (2015), 10 min.
Direção: Alessandra Martins e Henrique Ajala

A mãe da menina Sol anda muito preocupada com seus constantes atrasos no caminho da escola. Ao segui-la, para desvendar o mistério, ela acaba descobrindo a mágica do mundo lúdico da pequena.


PUNHOS E LEIS (2016), 12 min.
Direção: Tomires Ribeiro

Mesmo os delinquentes têm sua ética de “trabalho”. Quando ela é ignorada, há um preço a ser pago.


O LADO BOM DA VIDA (2017), 3 min.
Direção: Vinícius J. Santos

Uma jornalista desastrada descobre que existem outras formas de realizar um trabalho, quando um prazo apertado bate à porta.


FILHOS DA LUA NA TERRA DO SOL (2016), 15 min.
Direção: Danielle Bertolini

Documentário que mostra como é a vida de alguns albinos numa das capitas mais quentes e ensolaradas do país, Cuiabá.


PROSCRITA (2017), 8 min.
Direção: Vitoria Mantovani

Um retrato sensível do embate entre sexualidade, religião e sociedade, quando o preconceito atinge níveis extremos.


NO RITMO DAS OBÁS (2016), 16 min.
Direção: Graciela Zapata

Documentário que mostra a forma de superação de mulheres negras por meio da dança e da música afro.


FALSA ESPERANÇA (2017), 3 min.
Direção: Larissa Oksana A. Frankiv e alunos do Ensino Médio do Colégio Marista Santa Maria (Curitiba, PR)

Trabalho escolar que alerta o jovem para os problemas causados pelas drogas, usadas como válvula de escape aos conflitos da adolescência.


DEBUTANTE (2015), 7 min.
Direção: Ramirez Ballotta (in memoriam)

Um retrato aterrorizante de uma festa de família cuja dinâmica está além de qualquer situação imaginável.


FLOWERS TO THE SEA (2017), 5 min.
Direção: Bruno Tarpani

Gabriela, que tem 17 anos e mora em São Paulo, envolveu-se com o acolhimento de refugiados na Grécia e conta, aqui, sua experiência em tais ações humanitárias.


AQUELA RUA TÃO TRIUMPHO (2016), 15 min.

Direção: Gabriel Carneiro

Documentário a respeito de alguns dos últimos remanescentes do Cinema da Boca, marco da arte cinematográfica de São Paulo por três décadas. Com depoimentos de Nicole Puzzi, Alfredo Sternheim, Clery Cunha, entre outros.


Grátis.



Donny Correia, poeta e cineasta, é mestre e doutorando em Estética e História da Arte pela Universidade de São Paulo (USP) e bacharel em Letras – tradutor e intérprete pelo Centro Universitário Ibero-Americano (Unibero). Realizou os curtas experimentais Anatomy of decayBraineraserTotem (selecionado para a 34ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo e Prêmio Canal Brasil) e In carcere et vinculis. Publicou os livros de poesia O eco do espelho (2005), Balletmanco (2009), Corpocárcere (2013) e Zero nas veias (2015). É coordenador de programação da Casa Guilherme de Almeida.

voltar
HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DO MUSEU

Visitação: de terça-feira a domingo, das 10h às 18h.
Atividades culturais e educativas: de terça a sexta-feira, das 19h às 21h, e aos finais de semana, das 10h às 19h
(consultar programação).

CASA GUILHERME DE ALMEIDA
CENTRO DE ESTUDOS DE TRADUÇÃO LITERÁRIA

55 11 3673-1883 | 3803-8525 | casaguilhermedealmeida@gmail.com
Museu: R. Macapá, 187 - Perdizes | CEP 01251-080 | São Paulo
Anexo: R. Cardoso de Almeida, 1943 | CEP 01251-001 | São Paulo

PORTAL DA TRANSPARÊNCIA ESTADUAL
OUVIDORIA