guilherme
programação
museu
educativo
tradução literária
cinema
publicações
bancos de dados
serviços

Evento Especial



III ENCONTRO DE MUSEUS-CASAS LITERÁRIOS DA CASA GUILHERME DE ALMEIDA

13 de Julho de 2018 | 18h às 20h30

“Cidade & Acessibilidade”
13 e 14 de julho de 2018

Coordenação: Ivanei da Silva e Marcelo Tápia


O papel dos museus-casas nas cidades contemporâneas como agentes de acessibilidade será o destaque da programação deste ano do Encontro promovido pela Rede de Museus-Casas Literários, que contará com participantes do Estado de São Paulo e de outras regiões do país.
O Encontro de Museu-Casas Literários visa à participação de instituições com perfil de museu-casa que podem ser distinguidos como espaços focados em literatura, em âmbito nacional. O evento tem como um de seus objetivos promover a troca de experiências entre instituições fundamentalmente relacionadas a personalidades da literatura, por meio de profissionais a elas ligados, ou cujo campo de estudos se associe a tal segmento. É destinado a profissionais e estudantes das áreas de museologia, arquivologia, biblioteconomia, letras (línguas, literatura, teoria literária e tradução), artes plásticas, artes cênicas, história, sociologia, turismo e afins, bem como a representantes da comunidade acadêmica e de instituições públicas, e, de modo geral, a interessados em museus e cultura.


Programação completa


13 de julho, sexta-feira, das 18h às 20h30
Local: Casa Mário de Andrade
Endereço: Rua Lopes Chaves, 546 – Barra Funda, SP

18h
Mesa-redonda: “Cidade & Acessibilidade”

- Davidson Kaseker – Coordenador do Sistema Estadual de Museus da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo – SISEM-SP
- Jurema Seckler – Diretora do Museu Casa de Rui Barbosa (Rio de Janeiro)
- Marcelo Mattos Araujo – Presidente do Instituto Brasileiro de Museus – IBRAM (Distrito Federal)
- Marcelo Tápia – Diretor da Rede de Museus Casas Literários de São Paulo
- Mário Chagas – Diretor do Museu da República / IBRAM (Rio de Janeiro, RJ)
- Regina Célia Pousa Ponte – Coordenadora da Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo – UPPM-SEC-SP
- Renata Motta – Presidente do Comitê Brasileiro do Conselho Internacional de Museus (ICOM)
- Mediador: Ivanei da Silva – Museólogo da Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo


19h – 19h30

Visita às exposições da Casa Mário de Andrade

19h30 – 20h30
Palestra: “Museus: uma poética da contemporaneidade”

- Mário Chagas– Diretor do Museu da República / Ibram (Rio de Janeiro, RJ)



14 de julho, sábado, das 9h às 21h

9h às 11h45

Local: Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura
Endereço: Av. Paulista, 37 – Bela Vista


9h – 10h
Palestra: "Plano Museológico:  o projeto da Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo"

Cecília Machado – Museóloga, coordenadora do Curso Técnico em Museologia da Escola Técnica Estadual Paula Souza – ETEC – Parque da Juventude (São Paulo)


10h15 – 11h45
Mesa-redonda:  Ações educativas e acessibilidade na Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo

- André Bispo – Educador da Casa das Rosas Casa das Rosas (São Paulo, SP)
- Priscila Souza - Educadora surda, Caixa Cultural Sé (São Paulo, SP)
- Greissy Rezende – Educadora da Casa Mário de Andrade (São Paulo, SP)
- Rafael Veloso - Educador da Casa Guilherme de Almeida (São Paulo, SP)
- Mediadora: Alexandra Rocha – Supervisora dos Núcleos de Ação Educativa da Rede de Museus-Casas de Literatura de São Paulo (São Paulo, SP)


11h45
Deslocamento para a Casa Guilherme de Almeida
Rua Macapá, 187 – Pacaembu

12h30 – 13h30
Visita ao museu Casa Guilherme de Almeida

13h30 – 13h45: Apresentação do performer surdo Leo Castilho e Thiago Santos

13h45

Deslocamento para o Anexo da Casa Guilherme de Almeida
Rua Cardoso de Almeida, 1943 – Pacaembu

14h – 15h
Mesa-redonda: “Acessibilidade Cultural na Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo”

- Donny Correia – Coordenador de Programação Cultural da Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo (São Paulo, SP)
- Daniel Moreira -  Coordenador de Gestão Cultural da Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura (São Paulo, SP)
- Júlio Mendonça – Coordenador do Centro de Referência Haroldo de Campos – Casa das Rosas Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura (São Paulo, SP)
- Marcelo Tupinambá -  Coordenador Cultural da Casa Mário de Andrade (São Paulo, SP)
- Reynaldo Damázio – Coordenador do Centro de Apoio ao Escritor – Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura (São P Paulo, SP)
- Simone Homem de Mello – Coordenadora do Centro de Estudos de Tradução Literária da Casa Guilherme de Almeida (São Paulo, SP) – Participação gravada em vídeo.
- Mediador: Marcelo Tápia – Diretor da Rede de Museus Casas-Literários de São Paulo (São Paulo, SP)

15h – 16h30
Mesa-redonda: “Projetos de acessibilidade”

- Amanda Tojal – Museóloga e consultora de acessibilidade em museus e instituições culturais
- Ana Beatriz Linardi - Coordenadora adjunta do curso de Design da Facamp – Faculdades de Campinas e coordenadora das atividades de pesquisa em Design
- Marina Baffini – Especialista em acessibilidade para pessoas com deficiência em museus, escolas, institutos culturais e empresas
- Silvia Arruda – Arquiteta com especialização em acessibilidade em edifícios e exposições
- Mediadora:  Jurema Seckler – Diretora do Museu Casa De Rui Barbosa (Rio de janeiro, RJ)

16h30 – 16h45
Coffee-break

16h45 – 18h
Mesa-redonda: “Desafios da acessibilidade em diferentes regiões”

- Amanda Aparecida Vieira Lopes – Arquiteta, autora do projeto de exposição do Museu Tonico e Tinoco (Pratânia, SP)
- Jamille Barbosa – Museu-Casa Magdalena e Gilberto Freyre (Recife, PE)  
- Maria Cristina Lopes – Museu Monteiro Lobato (Taubaté, SP)
- Rafael José Barbi – Projeto de exposição do Museu Tonico e Tinoco (Pratânia, SP)
- Ricardo Pecego – Diretor de Cultura da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Itapira / Casa Menotti Del Picchia (Itapira, SP)
- Mediador: Davidson Kaseker – Coordenador do SISEM-SP

18h30
Lançamento do livro O Pensamento Museológico de Gilberto Freyre, de Mário Chagas e Gleyce Kelly Heitor
Lançamento da Breve Antologia Poética de Guilherme de Almeida em Braille (Casa Guilherme de Almeida, São Paulo)

19h
Encerramento

- Apresentação da Cia. De Rodas para O Ar – Direção: Clayton Brasil


Todas as mesas-redondas e palestras programadas para o evento serão traduzidas simultaneamente para LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais.

Grátis

 



Alexandra Rocha é supervisora do Núcleo Educativo da Casa das Rosas, é bacharel em Artes Plásticas pela ECA-USP (1998) e atua com arte-educação há 21 anos em museus e espaços culturais em São Paulo, tendo atuado na área de coordenação artístico-pedagógica em CEU, Fábrica de Cultura, Caixa Cultural São Paulo, além de ministrar aulas e cursos para professores, educadores e outros públicos.

 

Amanda Aparecida Vieira Lopes é bacharel em Arquitetura e Urbanismo pelo Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio (2015). Técnica em Design de Interiores pela ETEC Fernando Prestes (2010).  Foi a arquiteta responsável pelo acompanhamento e execução das reformas no projeto de reestruturação da reserva técnica do Museu da Cidade de Salto “Ettore Liberalesso”, de modernização e adequação da iluminação da mesma instituição e é arquiteta responsável pela expografia e modernização do Museu da Música - Tonico Tinoco/Pedro Bento e Zé da Estrada.

 

Amanda Tojal é museóloga e consultora de acessibilidade em museus e instituições culturais. Graduada em Educação Artística pela Faculdade Armando Álvares Penteado e Pós-graduada em Museologia pela Faculdade de Sociologia e Política de São Paulo. Mestre em Artes e Doutora em Ciências da Informação pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo. Consultora em Acessibilidade e Ação Educativa Inclusiva para públicos com deficiências em museu e instituições culturais como, Museu de Arte Contemporânea da USP, Pinacoteca do Estado de São Paulo, Museu do Futebol/SP, Museu Afrobrasil/SP, Museu Casa de Portinari (Brodowski/SP), M.H.P. Índia Vanuíre (Tupã/São  Paulo), Museu Oscar  Niemeyer  (Curitiba/PR), Museu  do Amanhã/RJ e Museu de Arte do Rio/RJ.  Sócia-presidente da empresa Arteinclusão Consultoria em Ação Educativa e Cultural, desde o ano e 2003.

 

Ana Beatriz Linardi é graduada em Música pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP, Mestre e Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP, na área de Educação, Conhecimento, Linguagem e Arte.  Coordenadora adjunta do curso de Design da Facamp - Faculdades de Campinas e coordenadora das atividades de pesquisa em Design na mesma instituição. Também é docente responsável pelas disciplinas ligadas a processos criativos e linguagem artística. Co-criadora, em 2013, do grupo NIEDA (Núcleo Interdisciplinar de Estudos em Design e Acessibilidade da FACAMP), dedicado estudar a questão da Tecnologia Assistiva através do referencial conceitual e técnico do Design e suas aplicações no campo da Educação.

 

André Bispo é graduado em Filosofia (2010) com Extensão Universitária em Museologia (2016) pela Unifai. É artista e educador com atuação em museus e instituições culturais, onde propõe diálogos sobre filosofia, fotografia, nova museologia, cultura material e, identidade subjetiva e sociocultural africana e afro-brasileira. Atualmente é educador no Núcleo de Ação Educativa da Casa das Rosas. ​


Cecilia Machado é formada em História pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e pós-graduada em Museologia pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo. Especialista em História da Arte e em História da Indumentária, é coordenadora de produção museológica, e responsável por diversos projetos de implantação de museus e centros de memória.  Atualmente presta assessoria a museus do interior e da capital paulista. Coordena o Curso Técnico de Museologia da ETEC Parque da Juventude, do Centro Paula Souza, desde 2007.

 

Clayton Brasil – Cia De Rodas Para o Ar é fundador e diretor da Cia De Rodas para O Ar. Especialista Dança em Cadeira de Rodas, bailarino clássico, coreógrafo, educador físico e pesquisador intérprete, professor e orientador na linguagem Dança no Lar Escola AACD.

 

Daniel Moreira é coordenador de Gestão Cultural da Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura. É graduado em Zootecnia pela Universidade Estadual Paulista (UNESP). 

 

Davidson Kaseker é mestre em Museologia pela Universidade de São Paulo (PPGMUS-USP) e graduado em Letras pela USP (1983). Especialista em Administração de Empresas pelas Faculdades Armando Álvares Penteado (FAAP) e em Turismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)/MinTur (2010). Foi Secretário Municipal de Cultura e Turismo da Prefeitura Municipal de Itapeva no período de 2007-2012 e, desde junho de 2013, é diretor do Grupo Técnico de Coordenação do Sistema Estadual de Museus de São Paulo (SISEM-SP).

 

Donny Correia é poeta e cineasta, é mestre e doutor em Estética e História da Arte pela Universidade de São Paulo (USP) e bacharel em Letras – tradutor e intérprete pelo Centro Universitário Ibero-Americano (Unibero).  Publicou os livros de poesia  O eco do espelho (2005), Balletmanco (2009), Corpocárcere (2013) e Zero nas veias (2015). Juntamente com Marcelo Tápia, organizou o volume Cinematographos de Guilherme de Almeida: Antologia da crítica cinematográfica (2016), pela Editora Unesp.  É coordenador de programação da Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo que inclui a Casa das Rosas, a Casa Guilherme de Almeida e a Casa Mário de Andrade.

 

Greissy Rezende é graduada em Relações Públicas pela Faculdade Cásper Líbero (1994), Técnico em Museologia e Mediação em Museus pela ETEC Parque da Juventude (2017).  Atua como educadora na Casa Mário de Andrade.

 

Ivanei da Silva é museólogo pela UniRio e mestre em Memória Social e Documentos pela mesma instituição. Atuou em diversos projetos de produção, conservação e montagem de exposições e, atualmente, trabalha na Poiesis – Instituto de Apoio à Língua, à Cultura, e à Literatura, atuando como museólogo da Rede de Museus-Casas Literários de são Paulo que inclui a Casa das Rosas, a Casa Guilherme de Almeida e a Casa Mário de Andrade.

 

Jamille Cabral Pereira Barbosa é formada em biblioteconomia pela Universidade Federal de Pernambuco. Na Fundação Gilberto Freyre desde 1998, exerce atualmente as funções de coordenadora geral de projetos e gerente editorial e de acervos. É responsável pelo acompanhamento das edições dos livros de autoria de Gilberto Freyre publicados no Brasil e no exterior além de propor novas edições, adaptações, coletâneas e ações de promoção que possam contribuir com a ampliação do acesso e divulgação da obra freyriana.

 

Júlio Mendonça é poeta, doutor em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) – São Paulo e coordena o Centro de Referência Haroldo de Campos, na Casa das Rosas. Foi o curador da exposição “Esdrúxulo! 100 anos da morte de Augusto dos Anjos” e organizou o livro “Poesia (Im)Popular Brasileira”. Publicou o livro “Democratizar a participação cultural”.

 

Jurema Seckler é museóloga pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, com especialização em Conservação e Restauração de Bens Culturais pelo CECOR da Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais. Ingressou como museóloga no Museu Casa de Rui Barbosa em 1975, onde desempenhou diversas atividades técnicas e administrativas, destacando-se a coordenadoria das atividades educativas do museu, a coordenação do cadastro de bens culturais do Projeto Botafogo (FINEP e FCRB) e a coordenação do projeto de História Oral Memória de Rui Barbosa. Exerce a coordenação geral das diversas áreas técnicas a dessa instituição desde 2003.

 

Marcelo Mattos Araujo é bacharel em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. É especialista em Museologia pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo e doutor pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo. Foi  diretor do Museu Lasar Segall, em São Paulo (de 1997 a 2001) e diretor da Pinacoteca do Estado de São Paulo entre 2002 e abril de 2012, posto que deixou para assumir o cargo de Secretário Estadual de Cultura. Ocupa a presidência do Instituto Brasileiro de Museus – Ibram desde 2016.

 

Marcelo Tápia, poeta, ensaísta e tradutor, é graduado em Letras (português e Grego), doutor em Teoria Literária e Literatura Comparada e pós-doutorando em Letras Clássicas pela USP. Autor de cinco livros de poemas –reunidos no volume Refusões, ed. Perspectiva, 2017 –, traduziu, entre outras obras, o romance Os passos perdidos, de Alejo Carpentier. É professor do Tradusp – Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução da FFLCH-USP. Dirige os museus Casa das Rosas, Casa Guilherme de Almeida e Casa Mário de Andrade, entidades da Secretaria de Estado da Cultura, que formam a Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo.

 

Maria Cristina Lopes é formada em Arte-Educação e especialista em Artes-Cênicas, coordena as atividades artísticas e administrativas do Museu Monteiro Lobato há 12 anos.  É representante regional da RA de São José dos Campos pela segunda vez.  Desenvolve o Projeto "Lobatinhos do Futuro" de incentivo a leitura.  Articuladora do Projeto "Trilha Cultural Museus de Taubaté" que pretende contribui para a criação de uma Rede de museus de Taubaté.   

 

Marcelo Tupinambá Leandro é mestre em Musicologia pela USP. Cursou graduação em História na PUC-SP. Desde 2005 desenvolve pesquisa voltada a história, música e educação.  Músico, produtor cultural e curador de acervos musicais, pesquisa relações entre educação para sensibilidade, arte-educação e formação de professores. Atualmente é coordenador do Museu-Casa Casa Mário de Andrade.

 

Marina Baffini é especialista em acessibilidade para pessoas com deficiência em museus, escolas, institutos culturais e empresas.  Atua em adaptações de obras de arte, exposições e materiais educativos, projetos de inclusão e acessibilidade para pessoas com deficiência em espaços de educação e cultura. Desenvolveu pranchas táteis utilizadas pelo Núcleo Educativo da Casa Guilherme de Almeida que reproduzem peças do acervo do museu para deficientes visuais.

 

Mário Chagas é museólogo, poeta, professor da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO, mestre em Memória Social e doutor em Ciências Sociais. É um dos responsáveis pela Política Nacional de Museus e um dos criadores do Sistema Brasileiro de Museus, assim como do Cadastro Nacional de Museus, do Programa Pontos de Memória, do Programa Nacional de Educação Museal e do Instituto Brasileiro de Museus.  É autor do livro Há uma gota de sangue em cada museu: a ótica museológica de Mário de Andrade. Diretor do Museu da República- Ibram, Rio de Janeiro.

 

Priscila Souza é surda, contadora de histórias em Libras. Instrutora de Libras formada pela Feneis (2015) atua como educadora na Caixa Cultural São Paulo e participa de vídeos promocionais e institucionais voltados para a comunidade surda e em atividades culturais em diversos espaços. 

 

Rafael José Barbi é graduado em História pela Universidade de Sorocaba, Mestre em História e Historiografia pela Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade Federal de São Paulo (2016). Participou de projetos de extensão da Universidade de Sorocaba, trabalhando no Museu Arquidiocesano de Arte Sacra de Sorocaba, como bolsista na área de organização de exposições, manutenção de acervo e documentação, além de pesquisa. Atualmente é Diretor Geral da Pró-História Projetos Culturais, que atua na área de elaboração, assessoria e gestão de projetos na área da cultura em seus diversos segmentos.

 

Rafael Veloso é bacharel e licenciado em Linguística pela USP (2015), também formado em Libras pelo Instituto Seli.  Atua como mediador cultural, tradutor-intérprete em contações de histórias em Português-Libras e professor interlocutor de libras na rede pública de ensino.  Atualmente é educador da Casa Guilherme de Almeida. 

 

Regina Célia Pousa Ponte tem graduação em pedagogia e artes plásticas, atuou por nove anos no Departamento do Patrimônio Histórico da Secretaria de Cultura do Município de São Paulo (2004-13) assumindo como diretora o Museu da Cidade de São Paulo (2011-13) quando coordenou a implantação do Centro de Memória do Circo, do Pavilhão das Culturas Brasileiras e do Gabinete do Desenho. Coordenou, em 2015-16, o projeto de musealização da Casa de Mário de Andrade da Secretaria Estadual de Cultura. Assume, em 2017, o cargo de Coordenadora da Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico da Secretaria Estadual de Cultura.

 

Reynaldo Damázio é editor, crítico literário, escritor e gestor cultural. É formado em Sociologia pela USP, com especialização em Propaganda e Marketing pela ESPM. Foi colaborador do Guia de Livros da Folha de S. Paulo, e é coordenador do Centro de Apoio ao Escritor da Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura.  Autor dos livros de poemas Nu entre nuvens (Ciência do Acidente), Horas perplexas (Editora 34) e  Com os dentes na esquina (Dobra Editorial), organizou, com Tarso de Melo, Literatura e Cidadania e Subúrbios da caneta (Dobra Editorial), e, com Tarso de Melo e Ruy Proença, Outras ruminações, entre outros. Traduziu “Calvina” (SM Editora), de Carlo Frabetti.

 

Ricardo Pecego é publicitário pela FIAM (Uni FMU) de São Paulo, graduando em Sociologia pela UNINTER, Produtor Cultural desde 2000 com atuação em diversos estados do Brasil, produziu mais de 20 artistas nacionais e internacionais, coordenou projetos culturais nas áreas de cinema, patrimônio, música e teatro. Atualmente na Prefeitura Municipal de Itapira como Diretor de Cultura e Turismo formulou o projeto de recuperação da Casa Menotti Del Picchia. 

 

Sílvia Arruda é arquiteta (FAU Santos), tem especialização em acessibilidade e curadoria, com ênfase em expografia acessível. Participa dos grupos de pesquisa REM-Rede de Educadores em Museus e GEPAM-Grupo de Estudos e Pesquisa de Acessibilidade em Museus - USP.  Ganhou em 2013 Prêmio Nacional do IPHAN com o Centro de Memória da Fundação Dorina Nowill.

 

Simone Homem de Mello é autora e tradutora literária. Como tradutora, dedica-se à poesia moderna e contemporânea de língua alemã. De 2012 a 2014, dirigiu o Centro de Referência Haroldo de Campos – Casa das Rosas, em São Paulo. Desde 2011, trabalha como coordenadora do Centro de Estudos de Tradução Literária do museu estadual Casa Guilherme de Almeida, em São Paulo. Formou-se em Letras (Alemão, Inglês, Português) pela Universidade de São Paulo (USP), fez mestrado em Letras Anglo-Germânicas e Neolatinas na Universität zu Köln (Colônia / Alemanha) e doutorado na Pós-Gradução em Estudos da Tradução (PGET) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

voltar
HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DO MUSEU
Agendamento de visita (grupos): 55 11 3672-1391 | 3868-4128
Visitação: de terça-feira a domingo, das 10h às 18h.
Atividades culturais e educativas: de terça a sexta-feira, das 19h às 21h, e aos finais de semana, das 10h às 19h
(consultar programação).

CASA GUILHERME DE ALMEIDA
CENTRO DE ESTUDOS DE TRADUÇÃO LITERÁRIA

55 11 3673-1883 | 3803-8525 | contato@casaguilhermedealmeida.org.br
Museu: R. Macapá, 187 - Perdizes | CEP 01251-080 | São Paulo
Anexo: R. Cardoso de Almeida, 1943 | CEP 01251-001 | São Paulo

PORTAL DA TRANSPARÊNCIA ESTADUAL
OUVIDORIA