guilherme
programação
museu
educativo
tradução literária
cinema
publicações
bancos de dados
serviços
expediente edição atual  edições anteriores

Editorial

O quinto número da revista Re-Produção tem como focos temáticos Oswald de Andrade, releituras e traduções de clássicos da antiguidade grega, aspectos da história e da crítica de cinema, além de trazer a público traduções inéditas.

O pesquisador Edgar Rosa Vieira Filho revela o lado pouco conhecido de Oswald de Andrade como tradutor, associando uma experiência tradutória à sua poética antropofágica.  Partindo da influência do pensamento de Oswald sobre o cinema nacional, sobretudo em filmes realizados a partir do final do Cinema Novo, o cineasta e fotógrafo Rudá K. Andrade destaca, nesse repertório, procedimentos alinhados com a antropofagia oswaldiana e o Tropicalismo.

Na área de tradução, este número reúne, especialmente, textos oriundos de apresentações realizadas no IV Encontro “Tradução dos Clássicos no Brasil”, em maio de 2018: Adriane Duarte (USP) focaliza a obra Memorial (2011), da poeta inglesa Alice Oswald, uma inusitada releitura da Ilíada, de Homero, da perspectiva dos guerreiros que morrem no poema homérico; Leonardo Antunes (UFRG) oferece exemplos de traduções que vem realizando (da Ilíada e de um coro de Édipo Tirano), além de um poema próprio baseado no conflito entre Aquiles e Agamêmnon; Jaa Torrano (USP) traz as reflexões que desenvolveu a partir de sua experiência de traduzir duas vezes a tragédia BAKXAI, de Eurípides, à qual dá o título de As bacas, proporcionando-nos – destaque-se – o privilégio de publicar, associada ao artigo, sua nova e inédita tradução da obra. Agrega-se ao conjunto um breve “ensaio lúdico” de Marcelo Tápia (CGA) sobre tradução literária, lido na ocasião da abertura do referido Encontro.

Ainda nesse segmento, a revista apresenta a tradução para o inglês do conto "Vestida de Preto", de Mário de Andrade, por Daveena Cataria, graduanda de Estudos Ibéricos da Universidade de Birmingham, no Reino Unido, e estagiária do Centro de Estudos de Tradução Literária durante o mês de agosto de 2018.

Na seção dedicada aos estudos de cinema, a jornalista Joyce Pais, editora-chefe do canal Cinemascope, traz um panorama da presença feminina na História do Cinema, com destaque para figuras como Carmen Santos e Gilda Abreu, pioneiras cinema brasileiro. Já o crítico Daniel Fontana, do canal Formiga Elétrica, oferece uma reflexão a respeito da análise fílmica empreendida pela crítica atual e quais os caminhos possíveis para o futuro dessa vertente jornalística.

 

voltar
HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DO MUSEU
Agendamento de visita (grupos): 55 11 3672-1391 | 3868-4128
Visitação: de terça-feira a domingo, das 10h às 18h.
Atividades culturais e educativas: de terça a sexta-feira, das 19h às 21h, e aos finais de semana, das 10h às 19h
(consultar programação).

CASA GUILHERME DE ALMEIDA
CENTRO DE ESTUDOS DE TRADUÇÃO LITERÁRIA

55 11 3673-1883 | 3803-8525 | contato@casaguilhermedealmeida.org.br
Museu: R. Macapá, 187 - Perdizes | CEP 01251-080 | São Paulo
Anexo: R. Cardoso de Almeida, 1943 | CEP 01251-001 | São Paulo

OUVIDORIA